Movimento Hip Hop na América Latina desde as fronteiras sociopolíticas e culturais

Autores

Angela Maria de Souza (ed)
Universidade Federal da Integração Latino-Americana
https://orcid.org/0000-0001-9447-1337
Ronaldo Silva (ed)
Universidade Federal do Paraná
https://orcid.org/0000-0001-5799-2897
Janaina de Jesus Lopes Santana (ed)
Centro de Ensino Superior de Foz do Iguaçu
https://orcid.org/0000-0002-8029-7195

Palavras-chave:

América Latina, Diáspora, Fronteira, Movimento Hip Hop

Sinopse

No ano de 2020 comemora-se os 50 anos do Movimento Hip Hop, formado por quatro elementos sociopolíticos culturais, o DJ enquanto criador de bases musicais, o MC que é o mestre de cerimônia “cantor”, o Break que são as performances na dança e o Graffiti enquanto arte de grafitar/pichar os muros, prédios e ruas. O Hip Hop se desenvolve no encontro de jovens negros e latino-americanos e caribenhos nos guetos nova-iorquinos em meados da década de 1970 nos Estados Unidos da América. Enquanto que na América Latina se desenvolveu no período após a ditadura militar entre as décadas de 1980-1990 nas periferias, comunas, villas, asentamiento urbano e/ou barrios bajos latinos americanos e caribenhos. No Brasil, o Hip Hop chega com força no início dos anos de 1980 e começa sua atuação nas periferias e favelas de São Paulo, Brasília e Rio de Janeiro, espalhando por todo país em poucos anos. A proposta deste e-book objetiva um diálogo entre as diferentes áreas dos saberes de pesquisas que contemplem relatos, experiências, trabalhos de campo, como também revisões teóricas e metodológicas, desde o Movimento Hip Hop e suas estéticas enquanto prática de produção e circulação de saberes para um pensamento crítico sobre raça, gênero, etnia, religião e políticas de ações afirmativas.

Capítulos

Biografia do Autor

Angela Maria de Souza, Universidade Federal da Integração Latino-Americana

Pós-doutorado no Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Ciências Humanas, Doutorado (2009) e Mestrado (1998) em Antropologia Social e graduação em Ciências Sociais pela Universidade Federal de Santa Catarina (1994). É docente da UNILA no curso de Antropologia e no Mestrado PPG-IELA - Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Estudos Latino Americanos.

Ronaldo Silva, Universidade Federal do Paraná

Doutorando em Direito pela Universidade Federal do Paraná (UFPR) e Mestre pelo PPG Integração Contemporânea da América Latina pela Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA)

Janaina de Jesus Lopes Santana, Centro de Ensino Superior de Foz do Iguaçu

Mestra e doutoranda pelo Programa de Pós-Graduação em Sociedade, Cultura e Fronteiras pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE). 

Capa

Downloads

Próximo

novembro 17, 2021

Categorias

Licença

Creative Commons License

Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License.

Detalhes sobre essa publicação

Co-publisher's ISBN-13 (24)

9786589284178

doi

10.23899/9786589284178